Please reload

Posts Recentes

Acordei PCD, e agora?

November 29, 2016

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

Falta de privacidade de PcDs tanto em casa quanto no trabalho

February 28, 2018

 

 

 

Toda e qualquer PcD tem direito à sua privacidade, seja em casa, seja no trabalho. Uma PcD somente terá restrição de liberdade no caso de necessitar ajuda para se locomover ou realizar determinadas tarefas. No Mas nada poderá impedi-la de fazer qualquer coisa que possa realizar sozinha.

 

É importante saber quais tipos de situações podem ser prejudiciais. Pode-se pensar nos seguintes exemplos de como a falta de privacidade pode atrapalhar a vida de uma PcD:

PcDs morando na casa dos pais ou familiares

 

Morar na casa dos pais e familiares não é bom para a PcD. O primeiro motivo que justifica essa afirmação é que: se o (a) filho (a) der um espirro diferente, os pais ou familiares já vêm logo querendo saber se é gripe, se a PcD está com febre ou o que aconteceu. Para pais e familiares, as PcDs não podem alterar em nada a sua vida.

 

Com a correria do trabalho (caso as PcDs trabalhem) e as preocupações do dia a dia, os momentos em casa tornam-se irritantes, pois o tempo que a PcD tem para descansar em seu quarto ou fazer um exercício físico - ou até mesmo trabalhar em casa – é usado por seus familiares ou pais para questionar o que fez durante o dia, onde foi, com quem foi, por que foi, dentre outros itens. A rotina da família deve ser respeitada, e, ao mesmo tempo, a PcD também precisa ter um pouco de privacidade e liberdade.

 

Somente muita conversa, bom senso e bom entendimento de ambas as partes pode ajudar a quebrar essa barreira.

 

Isso acontece também nas empresas, quando os funcionários julgam que :

 

1) se a PcD demora muito em um determinado trabalho, é porque não sabe fazer;

2) se demora muito no banheiro, é porque está passando mal;

3) ou então, para piorar, que as PcDs não conseguem sequer carregar uma caixa, e acabam dizendo “deixa que eu pego, pois é muito pesado/alto”.

Intromissão na vida pessoal e profissional de PcDs

 

De vez em quando, acontecem brigas, tanto em casa quanto no trabalho, entre PcDs e as pessoas que as cercam. Seja por motivos fúteis ou questões mais sérias, o ideal seria que as pessoas sentassem com as PcDs e resolvessem a situação. A intromissão tanto por parte de pais/familiares quanto por parte dos colegas podem levar as PcDs a se isolarem cada vez mais, e sempre buscarem algo para se libertar.

 

Ocorre que, morando com pais ou familiares, ou trabalhando com funcionários de cabeça fechada, dificilmente a PcD terá alguém que tente ajudar ao notar uma mudança de comportamento.

 

Perda de intimidade da PcD

 

A intimidade da PcD diante de seu novo trabalho é algo muito importante, principalmente nos primeiros meses, quando essas PcDs ainda estão em desenvolvimento profissional e pessoal.

 

Já no caso dos pais/familiares, esses momentos podem ser perdidos quando as PcDs não têm uma casa onde possam fazer o que quiserem na hora em que quiserem. Pais ou familiares acham que têm que estar sempre junto às PcDs e não lhes dão a liberdade necessária para um descanso. Neste caso, apenas o investimento em um imóvel pode solucionar o problema, pois assim as PcDs terão suas próprias casas e serão donas de suas coisas e de seu tempo.

 

Brigas por diferenças de personalidade com PcD em casa e no trabalho

 

Pais e familiares de PcDs sempre acham que as PcDs não raciocinam, ou não querem deixar as PcDs terem seu próprio pensamento. Porém, todas as pessoas com ou sem deficiência têm diferenças no modo de pensar, agir e se relacionar; afinal, todos têm suas particularidades. O problema ocorre quando essas divergências são intensas, a ponto de interferir na boa convivência com suas PcDs.

 

O mesmo acontece no trabalho, pois nenhuma pessoa é igual a outra, existem divergências e diferenças. Mas as pessoas sem deficiência querem sempre levar vantagem em relação às pessoas com deficiência.

 

Isso comprova ainda mais o quanto as pessoas devem mudar e ser mais humanas e humildes em relação às PcDs. Claro que isso não significa aceitar ou concordar com tudo que uma PcD fala, mas o simples fato do funcionário escutar a ideia ou a proposta de uma PcD já seria um avanço enorme.

 

Infelizmente, nem sempre é possível manter a paz. Por esse motivo, a maioria das PcDs que não tem um bom convívio com seus colegas de trabalho acaba desejando se aposentar por invalidez o mais rápido possível.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags